O modelo capitalista não permite pouco para ser feliz. Como quebrar essa barreira e convencer outras pessoas de que não é preciso muito para ser feliz?

Resposta: Excelente pergunta! Recebi essa pergunta após uma palestra sobre felicidade e carreira para jovens do ensino médio.

Assistimos diariamente uma busca das empresas em nos vender seus produtos, tentando transformá-los de simples produtos para bem vitais e necessários para nossa sobrevivência. Essa estratégia de marketing até que faz sentido, afinal se nos convencerem de que precisamos de um determinado produto da mesma forma como precisamos do ar para respirar, essa empresa estará destinada ao sucesso absoluto, correto? É normal estratégias de marketing que tentem justificar a aquisição de um produto e suas necessidades em nossas vidas, afinal as empresas precisam vender seus produtos, sem vendas elas morrem!

Por isso precisamos usar nossa capacidade de discriminar e filtrar as informações que recebemos. Por exemplo, um novo travesseiro com uma nova tecnologia pode ser excelente para sua noite de sono, proporcionando um sono mais profundo. E por si só isso é excelente. Agora dizer que esse travesseiro fará de você uma pessoa plena, feliz e realizada, pode não ser verdadeiro…

Ou seja, respondendo a sua pergunta, acho que através de nossas próprias experiências como consumidores nesse mercado capitalista aprenderemos o que traz e o que não traz felicidade. As experiências e vivências são fontes de aprendizado sempre. Tanto é verdade que países socialistas que recentemente se abriram para o capitalismo tem consumidores com comportamentos mais “ingênuos”, são mais suscetíveis a acreditar naquilo que é mostrado e divulgado. Países capitalistas mais antigos possuem públicos consumidores mais maduros e com maior capacidade de reflexão pelo histórico de vivências e experiências que têm. E isso me tranqüiliza, porque a vida nos mostrará sempre através de nossas experiências onde a felicidade está e onde ela não está.

Há pessoas que conquistaram riquezas imensas e que relatam que não encontraram toda a felicidade que imaginavam existir dentro daquelas riquezas, encontraram sim facilidades e conforto, mas não toda a felicidade do mundo como imaginavam. Mas como elas saberiam disso se não através de suas conquistas e experiências?

O modelo capitalista não existia no passado distante, e talvez num futuro distante ele volte a desaparecer. Somo seres pensantes e é normal evoluirmos e nossos sistemas também!

One Comment em “O modelo capitalista não permite pouco para ser feliz. Como quebrar essa barreira e convencer outras pessoas de que não é preciso muito para ser feliz?”

  1. Felipe
    Novembro 25, 2010 às 9:58 pm #

    Olá. Essa pergunta foi feita por mim durante sua palestra em Jundiaí, que por sinal foi fantástica. Obrigado pela resposta, Giuliano! Entendi perfeitamente. Estou seguindo você no twitter. @febarbosa_

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: